The rug issue

09:32

Quando me casei comprei dois tapetes grandes de lã para a sala e entrada. São em tons de bege e com apontamentos roxo/beringela, ou para parecer mais entendida na matéria, o tão na moda Radiant Orchid.
Os tapetes de lã têm muito que se lhes diga. Em termos de aspecto são aqueles que dão um ar mais sofisticado ou "rico" à sala. Em termos de preço são os que deixam a carteira mais pobre. Os meus não foram tão caros assim, mas hoje em dia acho que foi uma exorbitância aquilo que dei por dois tapetes, mas em 2008 ainda ninguém tinha sentido a crise e o nosso país era rico e em expansão... (acho que é neste tipo de coisas que se vê que vivíamos acima das nossas possibilidades). Sendo, por regra, caros, deveriam depois manter um aspecto espetacular durante séculos. E até mantêm. Os meus depois de aspirados parecem novos. O grande problema é o pêlo que soltam quando alguém lhes passa por cima e atenção que não são de pêlo comprido. Quando recebia cá em casa os meus sobrinhos e eles brincavam no tapete a casa ficava totalmente cheia de cotão. Mesmo sem sobrinhos, a casa estava sempre cheia de cotão. 
Depois de nascer o Francisco tirámos o tapete da sala (o da entrada já foi tirado há muito tempo). Íamos ter o batizado, por isso não queríamos aquela pelarada toda e também não o queríamos sujar. Além disso, o Francisco tem montes de alergias e por isso o melhor mesmo era não ter nada além do soalho. 
A sala estava assim, despida.


Este look não me animava e comecei à procura de um tapete. Não queria nada de lã. Desta vez ia pelo algodão ou viscose ou outra coisa qualquer que não largasse pêlo. 
A sala está com tons relativamente suaves e queria manter esta linha de estilo também no tapete, nada de cores garridas. O ideal era um bege ou cinzento clarinho.
Queria também que tivesse um padrão, o chevron era o ideal. Procurei pela net e não encontrei nada. Pensei em comprar um tapete de algodão e pintar eu o padrão. No Pinterest encontram-se várias publicações a ensinar.
O preço não podia ser muito caro. Mesmo assim, tendo em conta o tamanho que queria, estava disposta a ir até aos 150€.
E não encontrava nada.

No outro dia decidi ir ao Leroy Merlin comprar umas molduras para um projecto que estou a fazer e assim que entro a loja vejo dois tapetes chevron em exposição, um cinzento e outro bege. Queria o cinzento, mas era demasiado pequeno. Veio o bege, que ainda por cima estava com 15% de desconto por ser de exposição. 49,98€ foi o preço final.

Vejam se gostam:





You Might Also Like

1 comentários

Seguidores

Like us on Facebook